Roteiro pelo Sudeste Asiático – Principais Destinos

Definir um roteiro para quem vai pela primeira vez ao Sudeste Asiático e gostaria de conhecer as principais atrações não é fácil, primeiro porque todos os países são muito interessantes; segundo as épocas de chuvas são diferentes em cada região. Menos de 20 dias de viagem eu não recomendo, porque é uma viagem  de avião longa e custosa, e você provavelmente enfrentará jetlag de um a três dias. Então o ideal é  um roteiro de pelo menos 30 dias.

Para otimizar seu tempo, tente um voo que chegue por um destino e saia por outro – normalmente Bangkok, Singapura e Kuala Lumpur oferecem as melhores opções. É claro que deve-se analisar o custo benefício da passagem, já que uma tarifa média deve custar entre U$800,00 a U$ 1000,00 (talvez você consiga mais barato em promoções).

O Sonho de viajar para o Sudeste Asiático: Veja como comprar sua passagem aérea!

Um roteiro tradicional pelo Sudeste seria:

Bangkok (Tailândia) – 5 dias

Praias da Tailândia – 10 dias

Siem Reap (Camboja) – 4 dias

Bali (Indonésia) – 7 dias

Singapura – 4 dias

Esta é uma boa mistura de cenários lindos, praias, templos e a modernidade do Sudeste. Sim, daria para incluir mais um ou dois destinos ali, inclusive já fizemos isso, mas não valeu tanto a pena, porque gastamos muito tempo em deslocamento. Sem contar o risco de se adoecer no meio da viagem e estragar os planos, algo comum de ocorrer, já que você estará exposto a diferentes temperos e comidas, bem como pela própria energia que se gasta viajando de um lado para outro, tendo pouco intervalo de tempo para descansar.

Lemos muitos blogs e nos preparamos bem para a viagem, mesmo assim senti falta de um guia em mãos, por isso recomendo sempre ter uma versão do Lonely Planet ou equivalente, pois tem muitas dicas e opções não tão turistas em destinos turísticos.

Vou colocar apenas uma visão geral sobre os destinos para auxiliá-los na definição do seu roteiro. O relato mais completo será feito em futuros posts.

Bangkok, Tailândia – Ao mesmo tempo em que você pode visitar um dos mais belos templos budistas – Grand Palace e toda a parte histórica, você também se depara com um centro financeiro e comercial bem ativo, além de um sistema de transporte público eficiente. A cidade é uma mistura balanceada entre o exótico da Ásia e sua modernidade. Também por ser uma das maiores cidades do Sudeste Asiático, a torna um pouco massante. Em resumo, vale a visita com moderação.

Para 5 dias, eu indicaria visitar os principais templos, mas sem excessos, pois são muitos; passear pela cidade e comer as comidas de ruas, porque são simplesmente deliciosas e baratas; e  opção de passeio de um dia (day trips) para Float Market e Ayutthaya. Existem muitas opções de tours, mas você pode ir por conta própria se assim preferir. A época de chuva vai de maio a outubro.

Veja onde se hospedar em Bangkok

Ayutthaya
Ayutthaya

 

IMG_20141211_090604827_HDR

Praias, Tailândia – As praias e ilhas na região do Golfo são mais procuradas pelos turistas. Para 10 dias eu recomendo escolher um dos lados: leste ou oeste. A famosa Phi Phi Island fica no lado Oeste, na região de Krabi, conhecida pelos cenários de água verde esmeralda com suas formações rochosas. Já no lado leste, você pode esperar encontrar água azul transparente, areias brancas e coqueiros, como as ilhas Koh Tao e Koh Phangan, esta última o local da festa full moon party que atrai pessoas de todos os cantos do mundo. O transporte de um lugar ao outro não é tão simples, por isso 10 dias é um tempo indicado para visitar 3 destinos, aproveitando-se bem cada um e seus arredores. A época de chuva reveza-se entre os lados: enquanto o lado leste, tem seus melhores dias de sol entre fevereiro a outubro, no lado oeste as estações de chuvas vão de abril a novembro.

Siem Reap , Camboja – Todos lembram-se do Angkor Wat, por ser o mais famoso de um conjunto de templos. É um passeio maravilhoso que precisa mais do que um dia para ser feito, por isso sugiro pelo menos dois dias, isso se você não tiver um maior interesse histórico sobre o assunto, porque ai cabem anos de visitação e pesquisa. Fizemos o circuito menor de bicicleta, debaixo de uma leve chuva, que deixou tudo mais mágico, e o segundo dia de tuk tuk. Além disso, a cidade de Siem Reap é um lugar agradável, com diversos tipos de acomodações, desde as mais luxuosas até ao estilo mochileiro, sem contar os inúmeros restaurantes, bares, e feirinhas de artesanato. Esse lugar é um das mais baratos do roteiro para quem quer comprar lembranças de viagem. Além dos templos, as pessoas  do Camboja são o ponto alto do país, muito simpáticas e amáveis. A época de chuva vai de junho a novembro, estivemos no fim desta época (novembro) e mesmo com chuva foi encantador.

IMG_20141126_141556842

Asia e Europa 554Bali, Indonésia – A diversidade de atrações e paisagens em Bali é imensa, fazendo com que 7 dias sejam pouco para explorar todo o local, mas o suficiente para se ter uma pitada da atmosfera ‘’balinês” – o guia do lonely planet até descreve Bali com sendo um estado de espirito. Pois bem, você provará uma dose de uma cultura única, tanto é que a ilha desenvolveu sua própria religião. Seus templos podem ser encontrados tanto em penhascos sobreo oceano, como no meio da mata tropical. O relevo varia desde a presença de vulcões até plantações de arroz, sem falar dos diversos tipos de praias, tanto para os surfistas e badalação, como as mais retiradas para meditação.  A época de chuvas vai de outubro a março, porém nada lhe impede de aproveitar o que este paraíso tem a oferecer.

DSC00383

DCIM100GOPROGOPR0502.Singapura- É uma cidade/país surpreendente, cada dia com uma novidade arquitetônica e tecnológica, sempre crescendo em atrações, mas acho que em 4 dias se consegue fazer o que lhe interessar mais, dentre as múltiplas opções. Sugiro a ilha artificial de Sentosa com suas várias atrações, o passeio noturno no Zoo, a região do The Bay, incluindo o Garden By The Bay, e os bares de Clark Town para curtir a noite. Singapura é o destino mais custoso deste roteiro, sendo considerada uma das cidades mais caras para se viver no mundo. Mas não se assuste, pois existem opções baratas para se aproveitar nesse lugar incrível. Para os econômicos, recomendo hospedar-se em ChinaTown e comer na rua, ou praças de alimentação. Para aqueles que buscam uma viagem mais cultural do que moderna, eu recomendo trocar esse destino por Kuala Lumpur, que também tem sua região futurística, porem dá para viver mais intensamente a diversidade cultural do país, já que a Malásia é formada por malaios, árabes (muçulmanos), indianos e chineses, tendo assim os templos religiosos,  a gastronomia e as festividades de cada uma dessas culturas.

Orçamento para um viajante econômico por 30 dias, planejando com antecedência:

Passagem Aérea Brasil: U$ 1000

Trechos “Internos”, em média U$ 80 por trecho, ou menos se planejado com antecedência:  Total U$ 320

Custo por dia U$ 60 (exceto Singapura): Total  U$ 1560

Singapura por dia U$ 85: Total U$ 340

Taxas e Visto, U$ 25 do Camboja + U$ 35 Bali = Total U$ 60

Total da viagem = U$ 3280

O que achou dessa sugestão de roteiro e orçamento?

Asia e Europa 637

2 thoughts on “Roteiro pelo Sudeste Asiático – Principais Destinos

    1. Obrigada Ju, existem formas de economizar mais ainda nesta viagem, vou detalhar em outros posts e eu tenho certeza que vocês são super criativos na forma de juntar o cofrinho para a próxima viagem! Estou ansiosa para ver as fotos lindas que você poderá capturar do Sudeste

Deixe uma resposta