Veja porque Mucugê deve entrar no seu roteiro de viagem pela Chapada Diamantina!

Roteiro Chapada Diamantina – Parte 5

Base Mucugê

Município no qual foram descobertos os primeiros diamantes da Chapada diamantina. Possui também o único cemitério Bizantino do Brasil, e serve de base para quem quer relaxar numa cidade com razoável infraestrutura turística e conhecer o sul da chapada. Oferece uma boa gama de restaurantes e também agências de viagem que fazem os passeios pelas atrações da parte Sul da Chapada.

É um local muito utilizado como base para se fazer o passeio para Cachoeira do Buracão, mas também de Mucugê é possível (recomendamos, inclusive) conhecer os famosos Poço Encantado e Poço Azul. Ou seja, acaba-se caracterizando como uma ótima  opção para quem deseja conhecer e explorar as múltiplas atrações da parte Sul da Chapada Diamantina.

Se fosse é um farrista junino considere visitar Mucugê no mês de junho: Veja mais

Atrações próximas a Mucugê:

  • Poço Encantado
  • Poço Azul
  • Cachoeira das Andorinhas;
  • Cachoeira da Sibéria
  • Cachoeira do Cardoso;
  • Cachoeira dos Funil;
  • Cânion das Sete Quedas;
  • Mar de Espanha
  • Parque Municipal de Mucugê;
  • Projeto Sempre-Viva;
  • Rio Tiburtino;
  • Cachoeira do Buracão*

*Colocamos como atração próxima a Mucugê a Cachoeira do Buracão devido a popularidade com que as pessoas fazem este passeio saindo de Mucugê, mesmo que a Cachoeira esteja mais próxima de Ibicoara.

mucuge dicas de viagem

Nossa experiência:

Inicialmente tínhamos adotado Mucugê como a cidade base para exploração da parte “Sul” da chapada diamantina, já que estava na nossa lista de atrações conhecer a Cachoeira do Buracão e os Poços Encantado e Azul. Para tanto, havíamos reservado 2 noites nesta bela cidade, reservando um dia para cada conjunto de atrações: Cachoeira do Buracão no primeiro dia, e Poços Encantado e Azul no outro.

Mas devido a uma mudança de roteiro em plena viagem, ocasionado pelo fato de termos conseguido finalizar o Vale do Pati antes do previsto, e com isso havíamos ganhado um turno de um dia que não estava no script – resolvemos trocar uma das noites de Mucugê por Ibicoara.

Com isso pudemos conhecer não apenas a Cachoeira do Buracão, mas também a Cachoeira da Fumacinha. Isso porque não é nem um pouco recomendado fazer a trilha para a Cachoeira da Fumacinha saindo de Mucugê, devido ao tempo de translado entre as cidades (Mucugê – Ibicoara) ser razoável (1 hora), e ainda ter o tempo de translado entre Ibicoara e o ponto inicial da trilha, além do tempo de trilha em si.

E Ibicoara acaba sendo melhor localizada para fazer também a trilha para a Cachoeira do Buracão – é a nossa recomendação.

De modo geral gostamos bastante de Mucugê. Achamos mais charmosa que Lençóis, com uma infraestrutura de pousadas/hospedagens e restaurantes bem interessantes, e menor fluxo de turistas. Mucugê possui uma arquitetura que remete ao tempo do império (época do garimpo), típico da região, com um centro histórico bem conservado e característico.

Ficamos numa pousada bem simples, com um custo benefício ótimo, e fomos super bem tratados pelo staff do local. Nos hospedamos na pousada Nossa Senhora Aparecida, que fica um pouco mais afastada do centro histórico, mas é bem tranquilo de se locomover caso esteja de carro.

Poço Encantado e Azul

Os Poços Encantando e Azul são grandes atrativos da Chapada Diamantina, cujas fotos aparecem em praticamente todas as chamadas principais da chapada, pela singular beleza que estes lugares possuem. Ambos estão localizados “no centro” da Chapada Diamantina, e são mais facilmente acessados de Mucugê, Andaraí ou ainda Igatu, apesar do Poço Azul estar localizado no município de Nova Redenção/BA, e o Poço Encantando em Itaeté/BA .

Tanto o Poço Azul como o Poço Encantando possuem uma peculiaridade de, durante um período do ano, possuir uma incidência visível solar direta sobre a superfície da água (raio de luz), promovendo uma tonalidade de azul bem marcante na água, cuja visibilidade é invejável de tão cristalina, o que as tornam belíssimos cenários para admiração e fotografia.

Para o Poço Azul, a alta temporada, ou o período possível de se ver o feixe de luz, se inicia em meados de fevereiro e se estende até a terceira semana de outubro. Na medida, a duração da incidência é de 2 horas, ocorrendo entre 12h30 e 14h30.

Para o Poço Encantando o período de visualização do feixe é um pouco mais curto, uma vez que se inicia no começo de abril e termina em meados de setembro, porém com um tempo médio de incidência um pouco maior que o Poço azul, durando 3 horas por dia de média, das 10h até as 13h.

Maiores informações e curiosidade sobre esses belos lugares, pode-se pesquisar no site guiachapadadiamantina.

Banho mesmo você só toma no Poço Azul, e a utilização de colete, entre outras regras de conservação tais como a ducha para remoção de protetor solar, são obrigatórias e possuem uma rigorosa fiscalização. As taxas de visitação por pessoa dos Poços são de R$ 25,00 para o Encantado, e R$30,00 para o Azul, estando inclusos o aluguel dos acessórios de flutuação.

Nós gostamos bastante da experiência desses poços, e olha que nós fomos nestes locais durante a baixa temporada – sem a presença do famoso feixe de luz – e mesmo assim a qualidade visual do local impressiona. Esses locais costumam ficar superlotados durante a alta temporada, com grandes filas de espera para se aproveitar as atrações, e talvez o fato de termos evitado isso tenha valido mais a pena do que a vista do próprio feixe.

Sugestões e Dicas:

Recomendamos ficar em Mucugê para explorar os Poços Encantado e Azul, e também para se conhecer o vilarejo de Igatu e suas cachoeiras próximas.

Normalmente as pessoas adotam Mucugê para explorar a Cachoeira do Buracão, por ser um vilarejo de boa infraestrutura e possuir melhores opções de hospedagem e contratação de passeios por agências, porém recomendamos fortemente se alojar em Ibicoara para tal fim, já que fica mais próximo dos pontos inicias para as trilhas da Cachoeira da Fumacinha e Buracão, e é uma cidade muito gostosa de se hospedar, quase intocada pelos turistas, se comparada com as outras opções da Chapada Diamantina, e com um custo benefício melhor.

Deixe uma resposta